quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Banda Black Rio - Super Nova Samba Funk - Segue lojas várias cidades:






Grande SÃO PAULO - SP


1) Big Papa Records - Galeria Barão - Rua Alta, Loja 30, Centro - São Paulo 

Fone: (11) 3237-0176 


2) LIVRARIA CULTURA - CONJUNTO NACIONAL Av. Paulista, 2073 - São Paulo - SP - Tel.: (11) 3170-4033 / Fax.: (11) 3285-4457 


São Bernardo - São Paulo 

1)Merci Discos - Av. Doutor Rudge Ramos, 17 - Rudge Ramos - (11)4368.8569 (11)4368.0437



São Jose dos Campos - São Paulo: 


Midimaxi Music Hall - Shopping do Centro São José dos Campos SP
(12) 3941.6686


RIO DE JANEIRO:


1)Moviola Livraria E Bistrô - Rua das Laranjeiras - 
2285-8339



2)Arlequim: Paço Imperial Praça XV de Novembro 48, lj 1. Centro - Rio de Janeiro - telefone: 21-2220-8471musica@arlequim.com.br 


BAHIA - Salvador:


Perola Negra Cds Raros, Livros e Café - 
(0**71) 3336-6997

Rua Marechal Floriano, 28 - Loja 01 - Bairro-Canela Salvador- Ba.

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

SUPER-NOVA-SAMBA-FUNK: BANDA BLACK RIO



SUPER-NOVA-SAMBA-FUNK
Texto: Marcela Ferreira
Super Nova Samba Funk, um álbum de 16 explosivas belas faixas, homenageia a musicalidade negra. Além das valiosas letras sobre conscientização à luta dos negros, o álbum traz duas nobres faixas instrumentais que expressam a originalidade da Banda Black Rio, Nove no Samba e Samba Nova. Na swingada faixa Isabella, BBR conta com a participação da legendária cantora Elza Soares e mostra a elegância dos metais com o balanço da gafieira. No cenário jazz o respeitado compositor Cesar C. Mariano, compõem lindas linhas na música. Já na faixa Irerê, um belo canto às nações africanas chega com variações de vozes do venerado Gilberto Gil. Composição como Nossa Jornada, com back- vocals de Jadiel Oliveira, Final Feliz e Aos Pés do Redentor, na qual conta com a participação do aclamado Caetano Veloso, reconfirma que a raiz Afro-brasileira é viva no samba como na bossa nova. 
Vários talentos colaboram com a explosão da Super Nova Samba Funk trazendo maravilhosas nuanças de vozes, belas percussões e encorpadas programações. Seu Jorge e Du Bronks ilumina a bela faixa Louse Lane; Marcio Local swinga com a carioquíssima melodia Quem Vem lá; Aleh sambeia em Deixa Estar e o rapper Devasto faísca com inteligentes programações. América do Sul uma canção inspiradora, com um grito de irmandade ao povo sul americano, traz o brilho de Augusto Bapt. Já a canção Som Preto faz o samba-funk brasileiro ascender nas claras vozes de Thalles Roberto e Marquinho OSócio.
Celebrando a iluminada negritude musical, Super Nova Samba Funk expande e fortalece a união dos povos na musica. BBR brilha com elementos do rap e do R&B e traz participações de respeitados artistas como Dom Pixote na faixa Lindos Olhos. Mano Brown que fortalece com os rappers americanos Flame Killer e God Pt3 na faixa Back to the Project. O álbum flameja com a participação do rapper francês Pyroman na composição Paname, que aparece para unificar os extremos. It’s the time, um rebento melódico do soul brasileiro, cantada em Inglês, vem na voz do líder da banda, William Magalhães. 
Super Nova Samba Funk é produzido e arranjado por William Magalhães. E conta com a co-produção de Mano Brown nas faixas Back to the Project e Louis Lane; Augusto Bapt em América do Sul, Aos Pés do Redentor e Irerê e Edu Bleecker nas faixas Deixa Estar e Final Feliz. O álbum vem com uma camada de respeitados músicos e autores descritos na ficha técnica. 

SUPER NOVA SAMBA FUNK 
1. Super Nova Samba Funk (9 No Samba) 
2. Louse Lane (Feat. Seu Jorge) 
3. América do Sul 
4. Quem vem lá (Feat. Marcio Local) 
5. Samba Nova 
6. Som Preto 
7. Deixa Estar (Feat. Aleh) 
8.
Nossa Jornada 
9. It´s the time 
10. Back to the Project (Feat. Mob Deep)
11. Paname (Feat. Pyroman)
12. Isabella (Feat. Elza Soares and Cesar Camargo Mariano) 
13.
Lindos Olhos (Feat. Seu Jorge) 
14. Final Feliz 
15. Irerê (Feat. Gilberto Gil) 
16. Aos Pés do Redentor (Feat. Caetano Veloso)

sábado, 21 de maio de 2011

Dica de Disco: Soul II Soul - Club Classics Vol.One (1989)



O álbum de estreia do Soul II Soul foi quase diretamente responsável por uma improvável retomada do soul britânico. Fundindo o ritmo tranquilo do reggae com a atitude hip-hop e os timbres sensuais do R&B e da disco music, esse coletivo tomou conta das pistas de dança inglesas.
O núcleo original do grupo era composto por Jazzie B. (rapper), Caron Wheeler (vocalista) e Nellee Hooper (produtor). Club Classics Vol. One é mais conhecido, assim como a própria banda, pelos dois singles “Keep On Movin’” e “Back To Life” (esta versão é a capela). Dois sucessos estrondosos nos Estados Unidos e na Inglaterra que continuam sendo clássicos das pistas até hoje. O talento de Hooper para a produção fica evidente em ambos. Tanto o ritmo quanto a melodia e os vocais têm espaço para brilhar e liberdade para se moverem. Os ritmos sedutores e magnificamente produzidos têm ao mesmo tempo componentes de jazz e dub e, no verão de 1989, eram o que havia de mais funky em toda a Inglaterra.
  As faixas deste disco foram inteligentemente programadas como um set de DJ, com algumas delas sendo pouco mais do que grooves instrumentais. Funcionou de forma brilhante. Quando a primeira onda do acid house começou a crescer, a filosofia positiva e unificadora das letras do Soul II Soul capturou o clima do seu tempo com perfeição – “A happy face, a thumpin’ bass, for a lovin’ race” (“Uma face feliz, um baixo marcante para uma raça amorosa”). Contudo, Hooper deixou o grupo após um excelente segundo álbum, indo trabalhar como o superprodutor de estrelas como Björk. Wheeler partiu para a carreira solo, lançando dois discos sem um resultado muito convincente. Desde que Jazzie B. continuou sem os talentos centrais do grupo, a formação em constante mudança do Soul II Soul tem lutado para conseguir atingir novamente a grande força do núcleo original.

Dica de Disco: Miles Davis - King of Blue (1959)

Dica de Disco: Fela Kuti and Afrika 70 - Zombie (1976)



"Zombie" (Celluloid, 1977) foi possivelmente o mais popular LP lançado pelo genial Fela Anikulapo Kuti, juntamente com sua banda de apoio, Africa 70, na década de 70 e em toda sua extensa discografia. O título do álbum é uma referência aos militares e soldados nigerianos que, àquela altura (note, estamos em 1977) já haviam torrado a paciência do povo nigeriano. É claro que o governo não gostou muito do impacto de "Zombie", e partiu pra cima de Fela de forma violenta e nada democrática. Musicalmente, o disco apresenta pouco mais de meia hora do fino do afro-beat.

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Dica de Disco: Mauricio Manieri - A Noite Inteira (1998)

Maurício Manieri  é um músico brasileiro com tendências de Soul Music. Junto com o irmão Marcelo Manieri, durante vinte anos, tocou e fez arranjos para outros músicos. Lançou-se com a canção Minha Menina, que foi sucesso logo no primeiro disco.

Em 1998 grava ao lado de Dudu Marote seu primeiro álbum pela Abril Music intitulado "A Noite Inteira". Com influências do pop e do soul brasileiro e americano. O disco se torna um fenômeno de vendas e de execução nas rádios brasileiras. O primeiro single "Minha Menina" chega ao topo das paradas brasileiras depois de ser incluído como abertura da telenovela Andando nas Nuvens da Rede Globo. A Noite Inteira foi Disco Duplo de platina e teve a canção "Bem Querer" como a mais executada na América Latina em 1999.

Em 1999 o clipe "Minha Menina" fica entre os melhores da MTV Brasileira, concorrendo em várias categorias. Além de "Minha Menina" e "Bem Querer", o disco a Noite Inteira teve mais dois singles de sucesso: "Te Quero Tanto" e "Pensando em Você".

Dica de Disco: Claudinho e Buchecha - O Álbum (1997)



Claudinho & Buchecha é também um nome do primeiro álbum de estúdio da dupla Claudinho & Buchecha, lançado em 1997 pela Universal Music. Esse disco vendeu mais de 750 mil cópias no Brasil, recebendo uma premiação de Platina Triplo pela ABPD.

Músicas

01 – Pra Lembrar De Você – Buchecha
02 – Tempos Modernos – Lulu Santos
03 – Temperamental – Claudinho e Buchecha
04 – Chance – Buchecha
05 – Nosso Sonho – Claudinho e Buchecha
06 – Conquista – Buchecha
07 – Apaixonados – Buchecha
08 – Pedra Preciosa – Buchecha e MC Romance
09 – Teu Olhar – Buchecha
10 – Carrossel De Emoções – Claudinho e Buchecha
11 – Barco Da Paz – Claudinho e Buchecha
12 – Rap Do Salgueiro – Claudinho e Buchecha
13 – Só Nos Dois – Claudinho e Buchecha

Dica de Disco: Claudinho e Buchecha - Só Love (1998)

 

Só Love

Só Love é o terceiro álbum de estúdio de Claudinho & Buchecha, lançado em 1998 pela Universal Music. Esse disco vendeu mais de 500 mil cópias no Brasil, recebendo uma premiação de Platina Duplo pela ABPD.

Músicas

01 - A paixão
02 - Beijo na boca
03 - Carma chinês
04 - Enquanto eu viver
05 - Faces do olhar
06 - Lilás
07 - Luz de primavera
08 - Minha cor
09 - Nosso romance
10 - Parem de brigar
11 - Rascunho
12 - Só love
13 - Talvez você
14 - Xereta

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Dica de Disco: Bossacucanova - Uma Batida Diferente (2004)



Essa bossa é realmente nova!

Uma mistura de Bossa nova com música eletronica, essa é a cara da banda "BossaCucaNova",
Bossa Cuca Nova é um projeto que surgiu de uma brincadeira de amigos. Alexandre Moreira, Marcelinho Da Lua e Márcio Menescal eram engenheiros de som dos estúdios da gravadora Albatroz, que conta com um vasto catálogo de Bossa Nova e um dia resolveram remixar uma gravação de “Só Danço Samba”, do grupo Os Cariocas. A mistura de bossa com música eletrônica agradou aos artistas, que passaram a autorizar remixes de suas gravações. De música em música, de repente, a brincadeira havia produzido material suficiente para constituir um cd, lançado em 1997 sem maiores repercussões. No ano seguinte, durante uma viagem a Nova Iorque para mixar seu disco solo, o músico carioca Marcelo D2 levou o cd do Bossa e a repercussão foi extremamente positiva entre os produtores. Tanto que em 1999 o grupo foi convidado para fazer uma turnê pelos Estados Unidos e Canadá e teve seu disco distribuído nos mercados de lá e da Europa.

Faixas:
01. Bom Dia Rio (Posto 6)
02. Sambra Da Minha Terra
03. Essa Moça Tá Diferente
04. Previsão
05. Vai Levando
06. Just a Samba
07. Queria
08. Aguas de Março
09. Bonita
10. Feitinha Pro Poeta
11. Onde Anda Meu Amor